sexta-feira, 11 de junho de 2010

Escrever com a mão esquerda...

por M.K. Holder, Ph.D.



Ensinar uma criança a escrever com a sua mão esquerda não é o oposto de ensinar a escrever dextros.
As línguas que são escritas da esquerda para a direita, como o Português, são mais difíceis de escrever com a mão esquerda - um dextro escreve para longe do seu corpo e arrasta o lápis, enquanto um esquerdino tem de escrever para perto do seu corpo e de empurrar o lápis

Se a uma criança esquerdina for apenas permitido que escreva com a mão esquerda mas não for ensinada a como escrever, a criança pode desenvolver um modo de escrever desnecessariamente desconfortável, ineficaz, lento e confuso que será uma tribulação para toda a vida. Por isso, é especialmente importante para os pais e professores compreender como devem ensinar crianças esquerdinas a escrever correctamente.
Os factores mais importantes são: a posição do papel em que se escreve, a posição do braço e pulso e a preensão do instrumento de escrita.
O modo de escrever «em forma de gancho» que se observa com frequência em esquerdinos resulta da falta de treino adequado. Não é assim que um esquerdino deveria escrever. Os esquerdinos adoptam esta postura, porque estão a tentar ver o que estão a escrever e não querem sujar o que acabaram de escrever com a sua mão, enquanto conferem uma inclinação para a direita às suas letras. Ambos os problemas são mellhor resolvidos pelo posicionamento do papel e pela preensão do lápis (entendendo-se que uma inclinação para a direita não é obrigatória e que são aceitáveis letras direitas ou inclinadas para a esquerda) (Referências: Clark 1959:7; Szeligo et al. 2000).

Posição do Papel

Para uma criança esquerdina, o papel deveria ser colocado para a esquerda da linha média do seu corpo e inclinado de modo a que o canto superior direito do papel esteja mais próximo da criança do que o canto inferior esquerdo. O papel é colocado de modo a que a mão da criança esteja para a esquerda e afastada do corpo, no início da linha de escrita, e termine a linha com a mão mais próxima do corpo e em frente a ele ou ligeiramente para a esquerda da sua linha média. O ângulo a que o papel está inclinado varia de acordo com cada criança - o que é importante que a criança recorde é que deve manter o braço perpendicular à extremidade da página . O pulso deverá estar direito (não curvado) e a mão usada para escrever deverá estar abaixo da linha de escrita.



Ensine-se as crianças esquerdinas a recordar três coisas quando estão a aprender a escrever:


  1. A agarrar o lápis ~ 2.5 cm e 3.8 cm a partir da ponta
  2. A inclinar o papel de modo a que o braço faça um ângulo recto com a sua extremidade (e a que o canto superior direito da página esteja próximo de quem escreve),
  3. A escrever com a mão abaixo da linha de escrita e com o pulso direito.

Uma vez que o acto de escrever envolve todo o braço, inclinar o papel confere ao escrevente a posição mais eficiente e confortável para o pulso, cotovelo e ombro. Alguns professores acham que é útil deixar a criança esquerdina começar a escrever ou praticar a escrita num quadro de giz montado numa parede (ou no chão, usando um pau num solo mole e liso). Isto permite que a criança mova todo o braço livremente, mantenha o pulso direito e não se preocupe com ver ou sujar a sua escrita, facilitando à criança a sua concentração na aprendizagem das formas das figuras (Referências: Gardner1945;Clark1959).


Preensão do Lápis / Caneta

As pessoas que escrevem com a mão esquerda precisam de agarrar o instrumento de escrita a uma distância suficiente da ponta que lhes permita ver o que está a ser escrito e também a não sujar o que acabou de ser escrito. Professores e investigadores recomendam que a criança agarre o lápis entre 2.5 cm e 3.8 cm a partir da ponta (Referências: Gardner 1945; Cole 1955; Clark 1959).
Se uma criança tem tendência para agarrar o instrumento de escrita demasiado junto da ponta, o professor pode fazer uma marca no lápis na distância correcta, para lembrar ao aluno onde deve prender o lápis. O pulso deve estar bastante direito e não marcadamente curvado. Um problema comum a todas as crianças que começam a escrever é o aperto demasiado firme do lápis, o que torna a escrita tensa e cansativa.
Geralmente a criança aprende a relaxar a sua preensão à medida que a escrita se desenvolve, mas os professores podem lembrar aos alunos que segurem o instrumento de escrita suavemente. A prática frequente e a permissão da escrita de letras grandes também ajudam as crianças a relaxar a sua preensão. A criança tenderá naturalmente a reduzir o tamanho da escrita à medida que atinge um melhor controlo motor (Clark 1959).

Peguei do blog: http://aeahespecial.blogspot.com/

3 palpites...:

Anônimo disse...

Gostei, porém, sou destro e mesmo assim tenho dificuldades de escrever. Há muito, deixei de ser uma criança fisicamente, mas gostaria de receber orientações semelhantes para destro. Grato, josé Araújo - araujobsb@gmail.com

Anônimo disse...

Sou canhota há 42 anos,e agora é díficil tentar mudar

#DepressivoTraidor disse...

Sofri uma amputação parcial da falange distal do primeiro dedo da mão direita faz 12 dias e espero que com essas dicas, meu empenho e a força que Deus tem me dado, conseguir continuar meus estudos, agora com a mão esquerda.
Muito grato pelas informações.

Postar um comentário

Palpites...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...